Até seis startups de impacto do Ceará serão escolhidas em edital
11.07.2019

As regras para participar da iniciativa foram apresentadas ontem, em evento no Espaço O POVO de Cultura e Arte, e as inscrições vão até 7 de setembro.

O Ceará ampliou em 6 pontos percentuais a fatia de negócios de impacto no Nordeste, passando de 16,3% para 22,2% em 2018, segundo mapeamento da Pipe.Social - plataforma de dados do setor. O número sinaliza o potencial empreendedor regional e a demanda por uma ambiência favorável para puxar essa curva de crescimento. Com o objetivo de dar fôlego a esse movimento, a chamada nacional Territórios do Futuro 2019, que seleciona e investe em projetos nessa configuração, vai escolher até seis startups de impacto no Estado.

O edital foi lançado nessa quarta-feira, 10, durante evento no Espaço O POVO e Cultura e Arte, em Fortaleza. As inscrições podem ser realizadas até 7 de setembro. Os modelos apresentados devem apontar soluções nas áreas de Mobilidade Urbana, Resíduos Sólidos, Energia Inteligente, Educação, Saúde e/ou Finanças e Microcrédito. Serão seis etapas, 10 selecionados e seis premiados. Além disso, alunos e ex-alunos do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA).

Qualquer empresa que se encaixe no perfil de negócio de impacto pode concorrer. Não é necessário que o projeto já esteja em fase de implementação. O concurso abrange ideias, validação e construção de protótipos ou empreendimentos que precisam de aporte financeiro para produzir em escala comercial e ser lançado no mercado.

Nesse contexto, o leque se amplia para estudantes do ITA. "O que a gente chama de diferencial do Ceará é capital humano. A chamada está induzindo para alunos especificamente que tenham uma história no ITA, ou que já sejam graduados, tenham feito mestrado, doutorado ou estejam cursando a graduação e se sintam atraídos pela chamada para fixar negócios dentro do Estado", explica Haroldo Rodrigues, diretor da in3citi, empresa idealizadora do projeto.

Haroldo acrescenta que a intenção é reforçar as iniciativas regionais. "É uma chamada nacional e os investimentos que sairão dos projetos só terão sentido se os empreendedores tomarem a decisão de se fixarem no Ceará. O investimento tem, obrigatoriamente, que gerar impacto no território do Estado", complementa.

Mariana Fonseca, cofundadora da Pipe, explica que os aportes financeiros dependerão do modelo de negócio e necessidade. Em 2018, o ganhador foi o aplicativo Nina - que ajuda mulheres a denunciarem assédio nos ônibus.

A investidora in3citi, o Grupo Marquise e o Banco do Nordeste (BNB) com o apoio do Quintessa, Pipe Social e CIVI-CO declaram a iniciativa como pioneira de Joint Venturing no Ceará. Dentre todos os inscritos, haverá até dez finalistas, dos quais até seis serão selecionados.

Bernardo Veloso, superintendente financeiro do Grupo Marquise, acredita que as iniciativas estão alinhadas com a empresa. "Esse programa também cobre a área de resíduos, que é nosso principal negócio. Foi um bom casamento entre promover empreendedorismo no Ceará e inovação na nossa área de principal atuação. Achamos interessante participar e resolvemos entrar no projeto. Se, ao fim, a gente identificar uma boa oportunidade de investimento entre as ideias e startups selecionadas, temos a intenção de investir a princípio na área de resíduos".

Como se candidatar para ser escolhida como uma das startups de impacto social

Cadastro pode ser realizado no link http://bit.ly/in3citi

O sistema só permitirá a apresentação de formulários que estejam completos nos campos obrigatórios. Cada projeto participante deve registrar e descrever sua proposta seguindo as instruções detalhadas no site.

Cada projeto só pode ser inscrito uma vez. Não será permitido que uma mesma pessoa faça parte de mais de um projeto inscrito. Se você tiver alguma dúvida sobre o seu pedido ou formulário, haverá um e-mail de contato habilitado para esse fim: contato@pipe.social

Finalistas

Os até 10 finalistas serão convidados a apresentar presencialmente suas soluções para investidores e representantes da in3citi e de seus parceiros estratégicos em evento específico em Fortaleza, Ceará, em outubro de 2019. Durante sua preparação, os finalistas receberão orientações de preparação de pitch da equipe da Pipe Social e do Quintessa. 

 

Fonte: https://www.opovo.com.br/jornal/economia/2019/07/10/seis-startups-de-impacto-do-ceara-serao-escolhidas-em-edital.html